domingo, 14 de setembro de 2014

Carlson Pessoa foi homenageado na Semana da Imprensa por seus relevantes serviços prestados à população parnaibana


Na solenidade da Semana da Imprensa, o Presidente da Fundação Antares e vereador licenciado, Carlson Pessoa, recebeu da Associação dos Comunicadores Sociais de Parnaíba(ASCOMPAR), o Diploma do Mérito Cultural Rubem da Páscoa Freitas, por seus relevantes serviços prestados à sociedade parnaibana. 
Em sua trajetória na comunicação, o jornalista, radialista e blogueiro Carlson Pessoa apresentou por dez anos ininterruptos o programa Flagrante no rádio, líder de audiência, e repetiu o mesmo feito na TV Delta, durante um ano e meio. Também coordenou a criação de 16 rádios comunitárias no Norte do Piauí, e foi correspondente dos portais AZ e 180graus. 

Com larga experiência no webjornalismo e contribuindo para o fortalecimento da imprensa parnaibana, Carlson criou o Blog do Pessoa, um dos mais acessados do Estado, que registrou recentemente, em um único dia, mais de 40 mil visitas. Foi eleito vereador de Parnaíba em 2012, o quarto mais votado, e é atualmente o primeiro parnaibano a assumir a comunicação de Rádio e TV pública do Piauí, a convite do governador Zé Filho. 

O jornalista Antônio de Pádua, membro da ASCOMPAR e da Academia Parnaibana de Letras, elogiou a carreira vitoriosa de Carlson Pessoa e destacou sua coragem, na condição de comunicador e político, por sempre defender e ser a voz, na imprensa e no Legislativo, da parcela mais humilde da população. Pádua ressaltou, ainda, todo o esforço do Presidente da Fundação Antares para levar a informação de boa qualidade a todos os lares parnaibanos. 

Carlson Pessoa agradeceu e disse ter ficado muito honrado com a homenagem, além de ressaltar que os profissionais são pioneiros e fazem história todos os dias na imprensa piauiense.

"Em todos esses anos, sempre busquei me pautar na comunicação cidadã, onde a população pode participar, reivindicar e contribuir para a construção de uma sociedade mais justa. Os programas no rádio e na TV me mostraram que as pessoas querem e precisam ser ouvidas, o que não ocorre na maioria das vezes, principalmente nos veículos privados. As emissoras públicas e educativas têm um compromisso social com a população. Por isso, minha luta diuturna para ampliar o sinal da TV Antares para vários municípios do Piauí, além da instalação da rádio Delta FM em Parnaíba. São conquistas que geram um impacto positivo na vida das pessoas”, comentou Carlson Pessoa.





Campanha de Zé Filho tem caminhada e carreatas em cidades do Norte do PI


A 'Caravana do 15' continua em todo o Piauí. No Norte do estado, mas precisamente em Parnaíba, a comitiva esteve em reunião na empresa Temperos Barão, no bairro Sabiazal e em reunião em bairros diversos da cidade.
E quem levou a mensagem de esperança para os eleitores do governador Zé Filho foi o vereador de Parnaíba Carlson Pessoa. Em sua fala, ele destacou a importância na reeleição de Zé Filho e também de Juliana Moraes Sousa, candidata a deputada estadual.
"O governo do Zé Filho tem gerado muitos empregos. Na cidade já são muitas as obras, como o rodoanel. São obras importantes para o município. Agora é a hora de Parnaíba tem uma guinada em sua estrutura, a cidade precisa crescer. Escolham o melhor para todos, escolham Zé Filho governador, Juliana deputada, Wilsão senador e Flávio Nogueira para deputado federal", afirmou o parlamentar.
COMUNIDADE CACIMBÃO
Já na noite do sábado (13/09) a 'Caravana do 15' esteve na comunidade Cacimbão. Vereadores, lideranças políticas e uma multidão receberam a deputada Juliana Moraes Sousa, candidata a reeleição.
"Agradeço aos nossos vereadores pelo empenho na campanha, aos donos da casa por nos receberem. Aqui, minha mensagem é de compromisso com todos vocês. O grande problema aqui era a falta de água e agora estamos resolvendo. Isso é  comprometimento, é trabalhar para o povo. Não adianta receber candidatos que não tenham compromisso com vocês. o momento é de reflexão e de reafirmar o voto em Zé Filho para este estado e nossa Parnaíba seguir crescendo", disse a deputada do PMDB.
CHANTAGEM"O bolsa Família ninguém tira, se está dando certo. Mas vocês não vão perder o Bolsa Família se deixarem de votar neles, é apenas uma chantagem que eles fazem", comentou a parlamentar.
MULTIDÃO SEGUE O ZÉ
A tarde o governador Zé Filho esteve em Brasileira e à noite em Piracuruca. Uma grande caminhada e carreata que demonstraram a força da campanha do 15. Amanhã as atividades são em Santa Cruz dos Milagres, Cocal, Parnaíba e em todo o Piauí, por meio das lideranças políticas do grupo de Zé Filho.

FOTOS: Jardel Carvalho/Gleitowney Miranda/Ascom

Carreata do ZÉ FILHO em Piracuruca

Acompanhado por outros membros da coligação Piauí no Coração, Carros, motos e muita gente com bandeiras e faixas marcaram a chegada do candidato ao governo do estado a reeleição Zé Filho (PMDB), no município de Piracuruca na região norte do estado, na noite deste sábado(13).
Após a carreata, foi realizado grande comício na cidade.

coordenador da Vigilância patrimonial da Prefeitura de Parnaíba Rafael Fernandes gov. Zé Filho

Rafael Fernandes e o Ex. vereador Fernando Gomes 


Ver. Astrogildo e Gov. Zé Filho


Fonte: Portal do Juraci

Candidata Marina Silva é recepcionada por uma multidão em Teresina

Uma multidão se fez presente no Theresina Hall na noite deste sábado (13) para acompanhar a vinda da candidata à presidência Marina Silva (PSB), e do seu vice Beto Albuquerque (PSB) ao Piauí. Marina está fazendo uma série de visitas pelo nordeste do Brasil. O evento estava previsto para se iniciar às 20h00, e após quase três horas e meia de atraso, os piauienses que estavam presentes puderam enfim ver a candidata que tem se destacado cada dia mais.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Além das inúmeras comitivas das mais diversas cidades do interior do estado, e ainda de outras cidades do estado vizinho do Maranhão, o evento contou com diversas autoridades políticas do estado como o ex-governador e candidato ao senado Wilson Martins (PSB), que foi o anfitrião da visita de Marina ao Piauí, ainda estiveram presentes o deputado federal Átila Lira (PSB), O vereador Rodrigo Martins (PSB), além de Ismar Marques (PSB), e o candidato a uma vaga na câmara federal Heráclito Fortes (PSB).
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Wilson Martins disse que a esperança que o Brasil tem hoje é de que Marina Silva seja Presidente da República. E que a vinda da candidata no começo da cruzada no nordeste é algo que nos enche de alegria.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

“A vinda da Marina é uma alegria, pois a esperança que o Brasil tem hoje é da Marina ser eleita presidenta. Em junho de 2013 o povo queria uma opção, o povo reclamava e queria mudança, e a mudança veio, é a Marina. O sentimento que tinha Eduardo Campos, é o sentimento que tem a nossa candidata Marina Silva”, destacou Wilson Martins.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Em sua vinda ao Piauí Marina afirmou que os boatos que se espalham por aí são todos mentira. Pois ela jamais iria acabar com o Bolsa Família, até porque a maior intenção é de se expandir alguns deles. Ela ainda declarou apoio à candidatura do atual governador Zé Filho, e que caso ela venha a vencer as eleições, será necessário ter pessoas com quem possa marchar juntas. A candidata ainda fez duras críticas à corrupção, colocando isso como um mal que assola o país, fazendo com que ele se atrase economicamente.
Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Beto Albuquerque vice de Marina Silva

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

Imagem: Bernardo Marçal/ GP1Marina Silva em visita ao PIauí(Imagem:Bernardo Marçal/ GP1)Marina Silva em visita ao PIauí

PF investiga compra de votos na apreensão dos R$ 180 mil com o motorista de Wellington Dias

"É estranho o sujeito transportar 180.000 mil reais que ninguém sabe de onde veio e nem para onde ia", disse ao site da revista VEJA, o procurador regional eleitoral, Kelston Pinheiro Lages.


O Site da Revista Veja divulgou, neste sábado (13), que o procurador regional eleitoral, Kelston Pinheiro Lages, pediu a Polícia Federal que investigue a origem dos R$ 180 mil, em notas de 100, encontrados com motorista e primo do senador Wellington Dias, candidato ao Governo do Estado.
 
Segundo a reportagem: "O Ministério Público suspeita que a quantia fosse usada para compra de votos no interior do Estado. Além do crime eleitoral, os investigadores também apuram lavagem de dinheiro e uso de documento falso". 

Imagem: Assis Fernandes/ODIAProcurador Kelston Lages(Imagem:Assis Fernandes/ODIA)Procurador Kelston Lages

Confira a reprodução da reportagem do site de VEJA, na íntegra:


A Polícia Federal (PF) assumiu a investigação da apreensão de 180.000 reais em dinheiro vivo encontrados com um assessor parlamentar do senador Wellington Dias (PT), candidato favorito ao governo do Piauí. O Ministério Público suspeita que a quantia fosse usada para compra de votos no interior do Estado. Além do crime eleitoral, os investigadores também apuram lavagem de dinheiro e uso de documento falso. Dias nega envolvimento no caso.

Os 180.000 reais foram encontrados nesta quinta-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante uma blitz na BR-242 em Barreiras (BA). Os malotes com notas de 100 reais estavam escondidos sob o banco traseiro de um carro Palio prata. O dinheiro foi apreendido cautelarmente para encaminhamento à Justiça Federal, depois de os policiais registrarem a ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Barreiras. "Em princípio foi para a Polícia Civil, mas como eventualmente tem repercussão na eleição aqui do Estado e na esfera federal, porque é uso de documento falso, provável lavagem de dinheiro e tentativa de compra de voto, estamos transferindo aquela investigação para correr no âmbito da Polícia Federal", disse ao site de VEJA o procurador regional eleitoral Kelston Pinheiro Lages.

Assessor parlamentar do petista, José Martinho Ferreira de Araújo disse ser o dono do dinheiro, mas não explicou a origem. Martinho é motorista do gabinete de Dias no Senado, em Brasília (DF). Ele ocupa o cargo comissionado desde 2011 e recebe 3.531,23 reais de salário bruto, mais 1.448,82 de auxílio. “Ele não comprovou o lastro desse dinheiro. Perguntei a ele como esse dinheiro chegou a ele, mas ele também não soube explicar”, disse à TV Bahia o delegado Francisco de Sá. Martinho se negou a depor oficialmente. De maneira informal, relatou na delegacia que usaria o dinheiro para comprar uma fazenda no interior do Piauí. Ele foi liberado. O motorista do carro, Paulo Fernando Sousa, ficou preso por ter apresentado à PRF uma carteira de habilitação falsificada. Ambos iam com o pai de Martinho de Brasília a São Miguel do Fidalgo (PI).
Imagem: Moreira Mariz/Agência Senado/VEJAWellington Dias concorre ao governo do Estado pelo PT (Imagem:Moreira Mariz/Agência Senado/VEJA)Wellington Dias concorre ao governo do Estado pelo PT 
Integrantes da campanha de Dias foram acompanhar os desdobramentos da detenção na Bahia para minimizar danos. O petista lidera a campanha eleitoral com 49% das intenções de voto, ante 22% do atual governador Zé Filho (PMDB) e 7% de Mão Santa (PSC).

A Procuradoria Regional Eleitoral no Piauí passou a acompanhar as investigações, a cargo da PF na Bahia. Os procuradores eleitorais solicitaram à PF a imediata oitiva dos detidos. Não havia material de campanha do carro, segundo investigadores. “É estranho o sujeito transportar 180.000 reais que ninguém sabe de onde veio e nem para onde ia”, disse o procurador regional eleitoral. “O cidadão só quer falar em juízo. É um direito dele, mas não é razoável não querer declinar quais as razões desse dinheiro escondido debaixo do banco. Quem está fazendo coisa correta fala, se não quer falar é porque está fazendo coisa errada.”

Caso haja indícios de vínculos eleitorais, o caso pode ser anexado a um procedimento civil em curso na Procuradoria Regional Eleitoral do Piauí para investigar indícios de que assessores do gabinete de Wellington Dias use trabalhem de forma irregular em sua campanha eleitoral - o que ele também nega. A investigação teve início após denúncia do candidato do PSC.

TV - A apreensão dos 180.000 reais na detenção do motorista de Dias foram explorados no horário eleitoral na TV no Piauí na noite desta sexta-feira. A campanha do governador Zé Filho (PMDB) apresentou o caso nas manchetes dos jornais locais e disse que há suspeita de “compra de votos”. O petista rebateu dizendo que os adversários estão “desesperados” e usam de “baixaria e denuncismo”. Ele também divulgou nota pública negando ser dono do veículo ou da quantia apreendida. Segundo Dias, seu motorista está de férias e fazia uma “viagem pessoal”. Ele afirmou que cabe “unicamente aos envolvidos o esclarecimento dos fatos”. 

Fonte: 180 Graus