quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Corpo de garoto vítima de atropelamento na BR 343 dá entrada no IML de Parnaíba.

Vítima de atropelamento (Foto blog do Coveirinho-Cocal)
O corpo do garoto de apenas 11 anos, identificado pelo nome de João Augusto de Sousa Teixeira, de apenas 11 anos, que residia as margens da BR 343, no povoado Volta da Jurema, município de Caraúbas do Piauí, deu entrada no IML de Parnaíba na noite dessa terça-feira-25, depois de ser vítima de atropelamento cujo acidente ocorreu aproximadamente ás 19hs, no KM 86, da BR 343, estrada que liga Buriti dos Lopes a Piracuruca.

O veículo atropelador não foi identificado pela PRF, que chegou ao local para fazer o levantamento da ocorrência. O corpo foi trazido ao IML de Parnaíba por uma ambulância do Samu.



Colaborou Blog do Coveirinho de Cocal

'REI DO DELTA' marcou reunião e teria premeditado crime

Empresários Moraes Brito e Mateus Portela, ambos trabalhavam no ramo de turismo
A polícia de Parnaíba já tem fortes indícios de que a tragédia ocorrida no final da tarde desta segunda-feira (24/11) no Porto das Barcas, foi premeditada. Ainda de acordo com a polícia, Edilson Moraes Brito poderia ter feito mais uma vítima se a arma que ele usava não tivesse descarregado. Tudo leva a crer que disputas comerciais provocaram o momento de fúria no famoso empresário conhecido como “Rei do Delta”, um dos percussores no ramo do turismo no Piauí, e que acabou na morte dele, da esposa e do jovem empresário Mateus Portela.
No final da tarde desta terça-feira (25/11) o delegado Artur Barros, titular da 2º Delegacia de Polícia da cidade de Parnaíba. Ele deu alguns detalhes do que já foi coletado em depoimentos colhidos durante o dia de hoje e que dão pistas sobre a motivação do crime que chocou o estado.
“Até o momento ouvimos basicamente os funcionários das empresas e os policiais que tiveram no local. Como a família ainda está muito abalada não tivemos condições nenhuma de interrogá-los neste momento. Uma testemunha muito importante e que estava na hora já foi ouvida e temos muitos detalhes que vão ajudar na resolução do caso”, disse o delegado, ressaltando que a possibilidade de crime passional, baseado nos depoimentos colhidos até agora, está quase que descartada.
RELACIONAMENTO AMIGÁVEL
Sobre os relatos de que Edilson e Mateus tinham uma rixa por conta do negócio, o delegado diz que até agora os depoimentos colhidos não mostram clima de animosidade entre os dois. “Se ele tinha algo, e deveria ter, guardou pra ele. O Edilson era pioneiro no ramo do turismo na região e estava em queda nos negócios, enquanto a empresa de Mateus seguia em ascensão”, disse o delegado Artur Barros.
mortes 009.jpg
ESPOSA ALVEJADA
As informações sobre relacionamento extraconjugal teriam chegado à polícia, o delegado respondeu da seguinte forma. “Sobre a esposa dele ter sido morta, foi porque ela tentou impedir Edilson de matar o gerente”, referindo-se ao funcionário da Clip Turismo. O delegado disse ter ouvido depoimentos importantes do funcionário que estava no local, e que narram a sequência de como os fatos ocorreram, completando que não há até agora indícios de que a motivação tenha sido passional.
Polícia ainda não chegou a indícios de crime passionalPolícia ainda não chegou a indícios de crime passional
EMPRESÁRIO MARCOU REUNIÃO
Um dos indicativos de que a polícia adota ao suspeitar de premeditação foi uma reunião marcada pelo empresário Edilson Brito com os empresários de turismo que trabalham no Porto das Barcas. “Nesta reunião eles fechariam um acordo, mas o pai do Mateus, o Genilson, não pode ir. Numa confusão, Mateus entrou no meio e foi morto. A esposa tentou impedir a morte do gerente da Clip e foi morta”, relata o delegado sobre a sequências dos crimes.
Artur Barros conta ainda que Moraes foi até a “Casa do Turista”, loja de artesanatos, e só não matou o gerente do lugar porque a arma descarregou. “Sempre que chegava turistas nesta lojinha, que queriam fazer passeio, o dono indicava a Clip, o que pode ter gerado algum tipo de ira no Moraes”, diz o delegado. Ao perceber que a arma descarregou, ele foi para o banheiro de um restaurante, onde recarregou a arma e apontou-a para a cabeça. Após 10 minutos de negociação com policiais, acabou disparando contra si.
Na sequência, da esquerda para a direita, a Clip Turismo, empresa de Morais Brito e a Casa do Turista, nesta última, o gerente escapou de morrerNa sequência, da esquerda para a direita, a Clip Turismo, empresa de Morais Brito e a Casa do Turista, nesta última, o gerente escapou de morrer
Além dos 11 projeteis disparados, a polícia encontrou também balas intactas na arma e no bolso do empresário.
Moraes Brito tinha pelo menos 22 projéteis, onze deles foram deflagradosMoraes Brito tinha pelo menos 22 projéteis, onze deles foram deflagrados
INQUÉRITO FINALIZA EM ATÉ 30 DIAS
A polícia deve finalizar o inquérito que apura a motivação do crime em até 30 dias, já que a materialidade e autoria já estão definidas, inclusive com o autor já em óbito, por ter cometido suicídio. O delegado afirma ainda que a arma, um revólver calibre 38, estava no nome de Moares Brito.
Fonte: 180Gruas

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Disputa judicial teria sido a causa da tragédia do Porto das Barcas




























Por volta das 17h30 desta segunda-feira (24), uma tragédia abalou o bucólico Porto das Barcas, no centro histórico de Parnaíba. O empresário parnaibano Edilson Moraes Brito (rei do Delta) assassinou sua esposa, Socorro Brito e o também empresário Mateus Portela (Clip Turismo). 

O empresário do setor turístico Edilson Moraes Brito estava em sua empresa com sua esposa Socorro Brito  e o empresário Mateus Portela no Porto das Barcas em Parnaíba, quando houve um desentendimento entre eles, Moraes Brito sacou uma armado e disparou contra Mateus, acertando sua esposa, de acordo com relatos da policia. 


Informações levam a crer que Moraes Brito em posse de uma arma revolver calibre 38 cano curto, supostamente teria apontado contra Mateus Portela e para evitar a tragédia sua esposa Socorro Brito, teria entrado na frente do esposo, mas não adiantou, ele deflagrou cerca de cinco tiros, o primeiro teria acertado sua esposa no pescoço.

































Em seguida, ele saiu em direção ao "Restaurante Rios" que fica por trás das agências de turismo com a arma na cabeça, como revelou a policia, que nesse momento já fazia buscas no local, ele se refugiou no banheiro do restaurante, onde a policia o encontrou e tentou conversar, mas houve o ultimo disparo contra a própria cabeça, sendo socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado ainda com vida para o HEDA (Hospital Estadual Dirceu Arcoverde) onde não resistiu.

A chegada da policia foi rápida, porem, Mateus já havia sido socorrido por um carro particular com ajuda do seu pai, o empresário Genilson Veras e levado ao HEDA com três tiros nas costas. No hospital passou por cirurgia, mas teve morte cefálica. As pessoas comentavam a ausência do SAMU no local.

Em entrevista o Coronel Costa Lima disse à imprensa que Socorro Brito sofreu um tiro no pescoço, tendo morte no local e Mateus Portela sofreu três tiros nas costas. O comandante da Policia Militar no norte do estado, disse ainda que Moraes Brito fez onze disparos recarregou o revolve de cinco tiros, três vezes e sempre o manteve na cabeça, após ter deflagrado contra as vítimas. A delegada da Policia Civil Dra. Maria de Jesus Pereira Bastos, esteve periciando o local e acompanhou a remoção do corpo.

A polícia investiga, mas preliminarmente a suspeita é que a discursão teria iniciado por conta de uma demanda judicial relacionada ao ramo de turismo, explorado pelos dois empresários e que a Clip Turismo, empresa do pai de Matheus Portela, Sr. Genilson Veras, teria saído vencedora.

Edilson Moraes Brito, dono da empresa de turismo
Moraes Brito Viagens e Turismo

Edilson Morais Brito era um dos agentes turísticos mais atuantes do litoral piauiense, promovendo passeios ao Delta do Rio Parnaíba, onde era conhecido por todos como o Rei do delta. Há muitos anos mantinha uma empresa, Morais Brito Turismo, em uma das lojas do Completo Turístico Porto das Barcas, de onde comandava grande parte dos passeios a vários pontos turístico do litoral, com destaque aos passeios ao delta do Rio Parnaíba. 

Em 2013 vou condecorado com a Medalha do Mérito Legislativo, concedido pela Câmara Municipal de Parnaíba, por intermédio do vereador Carlson Pessoa.

Edilson Morais Brito era um apaixonado pela natureza, que era sempre retratada com maestria em um de seus hobbies preferidos, que era a fotografia. Foi um dos membros fundadores do Parnaíba Foto Clube e um assíduo participante de caminhadas fotográficas em vários locais turísticos do Piauí.Edilson Morais brito era casado com Socorro Brito e deixa um casal de órfãos.

Matheus Portela filho do proprietário da Clip Turismo
Mateus Portela era um jovem e promissor empresário ligado ao setor de turismos do Piauí. Era filho de Genilson Veras, proprietário da Clip Turismo e de outros empreendimentos turísticos na região norte do Estado, e destacava-se por ser um esportista e amante de esportes radicais como: o motocross, Kit surf e paraglider. Outra paixão do jovem empresário era o motocross, tendo construído uma pista para treino em Parnaíba.

Fonte e Edição do Jornal da Parnaíba

Inquérito que investiga prefeita Vânia Regina já tramita no Tribunal de Justiça

Já se encontra no Tribunal de Justiça os autos do Inquérito Policial que investigou e indiciou a prefeita de Cajueiro da Praia, Vânia Regina de Carvalho Ribeiro (PSB) acusada de corrupção ativa, crime tipificado no artigo 333 do Código Penal (oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício). A pena prevista para o crime é de 2 a 12 anos de prisão e multa.

O juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquérito da Comarca de Teresina declinou, em decisão de 16 de outubro, da competência para a apreciação do inquérito e determinou a remessa dos autos ao Tribunal de Justiça em decorrência do foro por prerrogativa de função (foro privilegiado).


Imagem: DivulgaçãoPrefeita Vânia Regina de Carvalho Ribeiro(Imagem:Divulgação)Prefeita Vânia Regina de Carvalho Ribeiro
A Constituição do Estado atribui a competência ao Tribunal de Justiça para processar e julgar os prefeitos municipais, nos termos do art. 21, VIII e 123, III, nos crimes comuns e de responsabilidade.

Para finalizar o inquérito os autos foram remetidos a Delegacia de Combate a Corrupção, de acordo com decisão do desembargador Erivan Lopes, da 2ª Câmara Especializada Criminal. 

Zé Filho vai a velório de empresário: 'tragédia que só Deus pode explicar'


O governador Zé Filho (PMDB) está nesta manhã de terça-feira (25/11) em Parnaíba onde acompanha o velório dos empresários Mateus Portela, e Edilson Brito e a esposa Socorro Brito. Os três são vítimas da tragédia ocorrida no fim da tarde desta segunda no Porto das Barcas, onde Edílson, em momento de fúria, atirou contra o jovem empresário dono da Clip Turismo e contra a própria esposa(involuntariamente), depois tirou a própria vida.
Amigo pessoal dos dois empresários, famosos no ramo de Turismo no litoral do estado, o governador cancelou a entrevista coletiva que aconteceria na manhã de hoje em Teresina para acompanhar os velórios.
“Não tem palavras para explicar o que aconteceu com estas famílias, conhecidas em Parnaíba. É uma tragédia que ninguém esperava. Um homem conseguir assim matar a esposa, um colega de trabalho e ainda se matar. É algo que só Deus pode explicar. Temos é que rezar mais, ter fé em Deus e confiar mais nas preces de Deus”, disse em entrevista aos jornalistas.
ze1.jpg

Morais Brito: Um poeta da fotografia

Nas fotos abaixo, um pouco da poesia e da sensibilidade  de Edilson Morais Brito e seu amor pelo Delta do Parnaíba:
                                  Os guarás da Ilha do Caju

Tragédia: Morais Brito mata esposa atira em empresário e contra a própria cabeça

O empresário do trade turístico Edílson Morais Brito matou a esposa, Maria do Socorro Brito, dentro da empresa. Ela chegou a ser socorrida ainda no Complexo Arquitetônico Porto das Barcas, em Parnaíba, mas morreu no local. Moraes Brito alvejou com três disparos de arma de fogo, um revolver calibre 38, o empresário Matheus Portela filho do proprietário da Clip Turismo, em seguida atirou contra a própria cabeça.

As informações, ainda desencontradas, dão conta de que no começo da noite houve uma briga entre os empresários de turismo, Edilson Morais Brito e Mateus Portela, Edilson atirou em Mateus no abdômen. A esposa de Edilson, Socorro Brito, tentou intervir na confusão e acabou sendo alvejada também.
Local da tragédia onde funcionava a empresa de Edilson Moraes Brito
Matheus Portela levou dois tiros, um atingiu o ombro e o outro atingiu a barriga, sendo socorrido e encaminhado ao centro cirúrgico do Heda, mas as últimas informações dão conta de que ele não será mais transferido para Teresina - PI, pois Matheus também não resistiu, vindo a óbito por volta das 20hs na ainda no centro cirúrgico do Dirceu.

Moraes Brito, considerado o "Rei do Delta", foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e encaminhado a Unidade de Terapia Intensiva Hospital Estadual Dirceu Arcoverde, mas não resistiu, vindo a óbito às 18h40min.

Local da tragédia, a empresa de turismo onde o casal trabalhava. A Clip
Turismo, onde Matheus Portela trabalha fica ao lado, na esquina.
Um posto policial fica a menos de 30 metros do local da tragédia. Os policiais ainda tentaram impedir que ele atentasse contra a própria vida, mas o empresário refugiou-se em um banheiro do Rios Restaurante e desferiu um tiro na cabeça vindo a perder muito sangue.

O corpo de Socorro Brito foi removido pelo carro tumba do Instituto Médico Legal e deverá passar por autópsia para só então ser liberado para sepultamento.

Após fazer os disparos, Edilson seguiu para o restaurante Novo Rios, entrou no banheiro e se atirou, cujo projetil teria acertado a região do pescoço. Ele ainda chegou a ser socorrido com vida e encaminhado ao Heda, indo a óbito ao dá entrada naquela unidade de saúde.

Edilson Moraes Brito sendo socorrido pelo SAMU, mas morreu no HEDA
Segundo informações do coronel Costa Lima, comandante da Polícia Militar de Parnaíba, existia uma rixa antiga entre os dois empresários por conta dos negócios. Em uma das últimas discussões que tiveram, Edilson Morais Brito teria ameaçado Mateus Portela de morte. 

Por volta das 17h, Mateus procurou Edilson em sua empresa. Os dois tiveram uma nova briga e Edilson atirou contra o empresário, que foi atingido com três tiros: dois nas costas e um no braço. A esposa, Maria do Socorro, ao tentar impedir o marido, acabou sendo atingida por engano. Ela levou um tiro na garganta e morreu na hora.

Veja abaixo o local da tragédia no final da tarde desta segunda feira. 
Arma usada por Moraes Brito
Empresa da Família no Complexo Arquitetônica Porto das Barcas
Matheus Portela foi atingido com dois disparos e morreu no centro
cirúrgico do HEDA
Local onde Edilson Moraes Brito atirou na própria cabeça
Banheiro do Restaurante Rios onde o empresário, Edilson Moraes Brito
atentou contra a própria vida
Maria do Socorro Brito, esposa de Edilson Moraes Brito, levou um tiro na garganta
Fonte: Jornal da Parnaíba

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Dupla rouba arma de policial militar que abastecia moto em posto

Um soldado do 13º Batalhão de Polícia Militar teve a arma roubada enquanto abastecia sua motocicleta em um posto de gasolina localizado na avenida Presidente Kennedy, na zona Leste de Teresina, na manhã desta segunda-feira (24). Segundo apurou o CidadeVerde.com, uma dupla em uma moto se aproximou e apontou um revólver para a cabeça do PM, que entregou a sua pistola. 
O comandante do 5º BPM, coronel Raimundo Sousa, informou que o fato ocorreu por volta das 8h45. "O soldado estava indo para o trabalho e abastecia sua moto quando os marginais chegaram, apontaram a arma para a cabeça dele e levaram a arma do policial. Na fuga, eles efetuaram dois tiros na direção do soldado, mas felizmente, nenhum o atingiu", descreve.
Um dos tiros disparados pelos assaltantes acertou o filho do dono, que não teve ferimento, pois o projétil bateu em um carro antes de cair no peito do rapaz.
O mesmo posto já havia sido assaltado na noite do último sábado (22). Os bandidos renderam os frentistas e levaram cerca de R$ 7 mil por volta das 22h, quando o caixa era fechado.
De acordo com o coronel Sousa, a Polícia Militar, através de câmeras de segurança instaladas na região, conseguiu identificar os acusados e está em diligência nesse momento. Segundo o militar, os suspeitos são reincidentes e já teriam roubado a moto de outro policial.
"Eles foram audaciosos, mas já foram reconhecidos. Agora vamos diligenciar. É uma questão de horas para prendermos eles. Não tenha dúvida que daremos uma resposta à altura para esses caras", afirmou o comandante.
Fonte: cidadeverde.com

Homem é assassinado com nove tiros na zona leste de Teresina

O crime ocorreu por volta das 4h da madrugada deste domingo (23) entre as ruas João Borges dos Santos e Torquato Viana, no bairro Morada do Sol, zona leste de Teresina. A vítima recebeu cerca de nove tiros de pistola. 

Segundo informações do coronel Raimundo Sousa, comandante do 5° BPM, vizinhos ouviram vários disparos durante a noite e, com medo, acionaram a polícia. Ao chegarem ao local, os policiais se depararam com o homem morto, porém o autor dos disparos já havia fugido.


Imagem: Francyelle Elias/GP1Viaturas do 5° Batalhão(Imagem:Francyelle Elias/GP1)Viaturas do 5° Batalhão
A vítima estava sem documentação e foi encaminhada ao Instituto Médico Legal, onde será reconhecido pela família. 

Fonte: GP1 

Lavradora de José de Freitas sofre infarto em romaria na cidade de Canindé

Uma romaria que partiu de José de Freitas para fazer turismo religioso em Canindé, no Ceará, terminou de forma trágica neste sábado (22). Uma lavradora identificada como Maria de Lourdes, de 57 anos, sofreu um infarto e veio a óbito, já em Canindé. 

Ela residia na localidade Esperança, zona rural de José de Freitas. Segundo informações, ela estava acompanhada do marido, da filha e de alguns conhecidos da região. Na noite de sexta, ela teria reclamado que não estava se sentindo bem e foi conduzida ao hospital. 


Imagem: ReproduçãoRomaria de Canindé, no Ceará(Imagem:Reprodução)Romaria de Canindé, no Ceará
Depois de receber atendimento médico, ela foi liberada e voltou à pousada onde estava hospedada. Quando os romeiros se preparavam para seguir viagem na manhã deste sábado para Fortaleza, notaram que Maria estava morta na cama em que havia deitado para dormir. 

O corpo foi levado até Fortaleza para passar por exames cadavéricos e, em seguida, transportado até José de Freitas, para ser velada e sepultada. 



Com informações do JF Agora